Em transporte, a redução das tarifas para os embarques de maior porte é um fator que incentiva os gerentes a optar pelos embarques de maior volume. Consolidar pequenos fretes em fretes maiores é uma maneira fundamental de conseguir custo menor de transporte por unidade de peso. A consolidação dos embarques é normalmente conseguida de quatro maneiras.A primeira é a consolidação dos estoques. Ou seja, cria-se um estoque de artigos para satisfação de uma demanda. Isto permite a inclusão de embarques de volume maior, até mesmo de carga completa, no estoque. Este é um princípio fundamental do controle de estoques.

Em segundo lugar, tem-se a consolidação do veículo. Neste caso, em que as coletas e entregas envolvem  quantidades inferiores às de carga completa, coloca-se mais de uma coleta ou entrega no mesmo veículo para maior eficiência do transporte. Os procedimentos de roteirização e programação fazem uso desse tipo de economia.

Em terceiro lugar, temos a consolidação de armazém. O motivo principal para armazenagem reside em criar condições para viabilização do transporte de cargas de pequeno porte por curtas distâncias. Um armazém utilizado em operações de redução de volume é exemplo disso.

Em quarto lugar, existe a consolidação temporal. Neste caso, pedidos de clientes são retidos até se tornar viável uma remessa única, em lugar de vários despachos de pequeno porte. Concretizam-se economias no transporte por meio da melhoria da roteirização dos fretes maiores, e também mediante tarifas mais baixas por unidade. Naturalmente, que esses custos devem compensar os efeitos da deterioração do serviço resultante do fato de não despachar os pedidos à medida que são recebidos e completados. A redução dos custos é evidente, mas seu efeito sobre o serviço é algo extremamente difícil de avaliar.

 

Considerações finais relevantes

 

As decisões sobre transporte figuram entre as  mais importantes do profissional de logística. Felizmente, esses problemas de tomada de decisões podem ser  razoavelmente abordados a partir da análise matemática.

 

Por Anderson

 

Fale Conosco