Grande parte do trabalho de planejamento e controle do profissional de logística tem como objetivo comandar uma operação eficiente sob condições normais. E, no entanto, é preciso estar preparado para enfrentar circunstâncias extraordinárias que possam inclusive interromper o sistema ou alterar drasticamente suas características operacionais em curto prazo – como greves trabalhistas incêndio, inundações ou defeitos perigosos na linha de produtos. Duas contingências mais comuns são a queda do sistema e o recolhimento (recall) de produtos.

 

 

Interrupção do Sistema

 

Não existe sistema logístico operacional capaz de funcionar o tempo todo sem apresentar problemas. Algumas interrupções dos serviços irão fatalmente ocorrer, mas não deveríamos considerá-las necessariamente tão importantes a ponto de manter planos especiais preparados só para hipótese de ser tornarem realidade.

Apressar algum grande pedido atrasado, enfrentar picos sazonais de pedidos de determinadas mercadorias ou ter equipamento redundante – nenhuma destas situações realmente exige planos de contingência, pois constituem partes de uma atividade de negócios.

 

Por Anderson

 

Fale Conosco