Controle de Estoque Puxado – Modelo de Revisão Periódica com Demanda Incerta

Uma alternativa ao método de controle do ponto de pedido é o método da revisão periódica. Embora o primeiro ofereça controle preciso sobre cada item em estoque, e por isso mesmo, o menor custo relevante total, não deixa de apresentar algumas desvantagens econômicas. Por exemplo, cada um dos itens é provavelmente encomendado em oportunidades diferentes, com isto deixando de beneficiar-se das economias de produção, transporte ou aquisição conjuntos. Administrativamente, o controle de ponto de pedido exige constante monitoramento dos níveis de estoque. Alternativamente, sob o controle de revisão periódica, os níveis de estoques para múltiplos itens podem ser revisados ao mesmo tempo para serem encomendados ao mesmo tempo, com isso concretizando economias de produção, transporte ou aquisição.O controle de revisão periódica exige estoque ligeiramente maior, sendo porém os custos adicionais de manutenção mais do que compensados pela redução dos custos administrativos, menores preços ou custos reduzidos de aquisição.

As razões para se optar por um método de revisão periódica podem ser assim resumidas:

1º Usa-se um sistema manual de contabilização de estoques, e é conveniente  revisar os níveis estocados de acordo com o cronograma definido. Isto pode ser feito com base numa contagem por ciclos, que determina a revisão de uma parte do estoque a cada dia ou semana.

2º Um grande número de itens deve ser encomendado preferivelmente das mesmas fontes de venda.

3º Os itens encomendados têm um efeito significativo no ritmo da produção do fornecedor, sendo desejável uma previsibilidade nos pedidos.

4º Reduções significativas dos gastos com transporte podem ser frequentemente obtidas quando se encomendam diversos itens ao mesmo tempo.

 

Controle de Item Único

 

O modelo de revisão periódica é muito semelhante ao modelo de ponto de pedido sob condições de demanda incerta. Contudo, uma diferença importante no modelo de revisão periódica consiste em que é preciso contar com a proteção contra as flutuações da demanda durante o intervalo dos pedidos e o momento de entrega, ao passo que apenas as flutuações da demanda durante o prazo de entrega são importantes no cálculo do estoque de segurança pelo método do ponto de pedido. Isso acarreta ao modelo de revisão periódica uma formulação mais complexa em relação ao modelo de ponto de pedido, embora exista uma solução aproximada capaz de proporcionar respostas razoáveis. Soluções aproximadas em controle de estoque são razoáveis, uma vez que a curva do custo total normalmente tem o extremo inferior com declividade zero de tal modo que leves desvios dos valores ótimos resultem em pequenas mudanças no custo total.

 

Pedido Conjunto

 

Tanto o modelo do ponto de pedido quanto o de revisão periódica até aqui estudados servem para itens isolados. Isso significa que cada item em um estoque é controlado independentemente dos outros. Em muitos casos, não se trata da melhor prática, uma vez que múltiplos itens podem ser comprados do mesmo fornecedor ou produzidos no mesmo tempo e lugar.

Encomendar múltiplos itens ao mesmo tempo e no mesmo pedido pode produzir benefícios econômicos como credenciar-se para descontos de preços por quantidades, ou ajustar-se às quantidades mínimas de fornecedores, transportadores ou produtores para políticas de estoque baseadas em pedidos conjuntos. A política do pedido conjunto significa o estabelecimento de um prazo comum de revisão de estoque para todos os artigos encomendados em conjunto, encontrando aí o nível máximo de cada artigo a partir dos custos e do nível de serviço que lhe são próprios.

 

Por Anderson

 

Fale Conosco